RDS | RESERVA DE 

DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL

É impossível pensar em turismo de base comunitária no Amazonas sem compreender a importância de uma Reserva de Desenvolvimento Sustentável (RDS). Uma área natural que abriga populações tradicionais que vivem em sistemas de exploração sustentável dos recursos naturais.

Ao proteger o uso do ambiente desenvolvido ao longo de gerações e adaptado às condições ecológicas locais, essa categoria de unidade de conservação de uso sustentável contribui para a proteção da natureza e para a manutenção da diversidade biológica. (http://meioambiente.am.gov.br/rds/

A RDS tem como objetivo garantir e melhorar os meios de sobrevivência das populações tradicionais que habitam nesta localidade. São povos indígenas, ribeirinhos e agricultores familiares. É fundamental a valorização da cultura e o conhecimento do manuseio do meio ambiente que essas populações desenvolveram.

Esta Reserva está localizada no baixo Rio Negro, faz parte de um corredor ecológico da Amazônia Central e do mosaico de áreas protegidas do baixo Rio Negro. Possui um significativo valor socioambiental, compreendendo uma área de 102.978,83 hectares.

O cenário abriga importantes ecossistemas e uma grande biodiversidade. A RDS protege 49 espécies de mamíferos, 28 de lagartos, 764 de peixes, 48 de serpentes, 572 de aves, 12 de bichos de casco, 55 de sapos e 4 de jacarés.

 
1/5